Classificação de Vaughan Williams – Antiarrítmicos

Os medicamentos denominados antiarrítmicos são fármacos utilizados no tratamento das arritmias cardíacas. Existem diversos tipos de arritmias, com origem e mecanismos diferentes. A escolha da medicação ideal é fundamental para a terapêutica.

Podemos classificar essas medicações de diversas formas, como por exemplo de acordo com a classe do fármaco, mecanismo de ação e atuação no canal iônico. A classificação mais utilizada foi a proposta por Vaughan Williams, em 1970, que se baseia no mecanismo de ação do fármaco em relação ao canal iônico. São divididos em 04 Classes:

Classe I – Bloqueadores dos Canais de sódio

                Classe I-A Bloqueadores moderados dos canais de sódio. Exemplos: Quinidina, procainamida, disopiramida

                Classe I -B- Fraco bloqueio dos canais de sódio. Exemplo: Lidocaína

                Classe I-C- Intenso bloqueio dos canais de sódio. Exemplos: Flecainamida e propafenona

Classe II- Antagonista do receptor beta adrenérgico. Exemplos: Propranolol, metoprolol

Classe III- Bloqueio dos canais de potássio. Exemplos: Amiodarona e sotalol

Classe IV- Bloqueio dos canais de cálcio. Exemplos: Verapamil e diltiazem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *